SIMBOLISMO E SEDUÇÃO EM UMA ORGANIZAÇÃO CONTEMPORÂNEA

Autores

  • Caio Henrique Rocha e Silva UFV - Universidade Federal de Viçosa
  • Mariana Mayumi Pereira de Souza UFV - Universidade Federal de Viçosa
  • Stella Missy Costa D’ávila UFV - Universidade Federal de Viçosa

Palavras-chave:

Simbolismo; Sedução; Tecnologia da Informação.

Resumo

O objetivo deste artigo foi tentar compreender como se dá a dominação simbólica, que tem como objetivo seduzir e consequentemente reter os funcionários de uma pequena empresa do ramo da Tecnologia da Informação (TI), evidenciando a relação entre o simbólico e a subjetividade. Através de entrevistas semiestruturadas foram coletados dados sobre a perspectiva gerencial e a dos funcionários. Estes elementos foram analisados à luz das técnicas de
Análise de Discurso, buscando compreender de que forma o poder simbólico é exercido na empresa e quais são as implicações do discurso gerencial sobre o discurso dos funcionários. As análises apontaram para a eficácia da dominação simbólica exercida pela empresa, percebida no discurso dos funcionários principalmente através da reprodução dos discursos e até dos termos utilizados pelos diretores, gerentes e supervisores. Apesar disso, o discurso dos funcionários também revelou contradições que evidenciam a crua realidade das relações de trabalho e as relações de poder que as permeiam, revelando dimensões implícitas de dor e sofrimento.

Downloads

Publicado

2022-07-20